September Rain

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

September Rain

Mensagem por Mariana Lengruber em Sex Set 21, 2012 8:11 pm

Status: RP Fechada.
Data: 03 de Setembro. Período à tarde, depois das aulas, em torno das 16h. Chuvoso.
Local: Ponte Coberta.
Participantes: Mariana Lengruber e Derfel Heaney.


No dia anterior acontecera a festa nas Masmorras da Sonserina, para alguns ela havia terminado bem, já para outros... Nem tanto. Mariana Lengruber tinha como plano inicial seguir Derfel Heaney, na surdina, até que tivesse uma oportunidade para confrontá-lo sobre o ocorrido anteriormente. O ocorrido foi o fato de ele tê-la chamado de ovelha, entre outras coisas. O caso é que ela queria sair por cima, claro, e que tudo fosse do seu jeito. Mas não foi bem isso que aconteceu, vejamos a seguir.

- Derfel! Acho que você me deve algumas explicações... – dizia parando na frente do grifinório e de Virginia. Só dirigiu um olhar e um cumprimento simples para a última, depois voltou à atenção para o rapaz. – Que história é essa de você andar dizendo por aí que sou uma ovelha? – Derfel levantava a cabeça e a olhava, como se não a reconhecesse.

- Tá ficando louca é? Você não é uma ovelha, nem se parece com uma. Tá mais pra uma fera, roooooarrrrrrrrrrrrrrrrrrr - E começava a rir. Ele só podia estar de graça com a cara dela!

- Eu não estou vendo graça NENHUMA nisso! Agora deu pra me comparar com animais? Sendo que você nem me conhece... O que você tem na cabeça, afinal?

- Ponche aeeeeeeeeeeee, muito ponche, acho que todo o ponche da festa!

- Você é um idiota, sabia? Estou tentando falar de um assunto sério e você aí, dando uma de bêbado que não lembra nem o nome. Patético! – girou os olhos irritada.

- Virxiniaaaa fala pá ela que eu to mesmo bêbado, porque eu não tô em condições de explicar pra ela. Eu xuuuuuro!

- Nossa... Quanta infantilidade. Cansei. Passar bem. Não dirija a palavra a mim novamente, grata.

- Até mais! - Ele tombava a cabeça para o lado ainda bobo.

Não dava mesmo para falar sério como gente como ele.


E foi assim que terminou. Não era o jeito que ela queria que terminasse, queria que ele se explicasse direitinho e a pedisse desculpas. Simples. Não que precisasse das desculpas dele para continuar vivendo, mas né... Seria legal ele reconhecer que havia errado, e etc. Só pra ela se sentir por cima, coisas de garotas mimadas. Enfim, tentou tirar aquele traste da cabeça e continuou a vida. Aquele primeiro dia de aulas já começava com chuva. A sonserina era acostumada àquele tempo, e particularmente gostava muito. Pelo fato de poder usar as roupas bonitas que tinha para o frio. Além disso, não curtia o calor mesmo.

Assim, se agasalhou da melhor maneira, e mais bonita possível, já que também tinha que usar o uniforme da Sonserina. Também colocou uma boina na cabeça, para manter os cabelos longe do frio e da umidade, já que aquilo ressecava e os deixavam rebeldes. Estava linda, como sempre. Perfeito para o primeiro dia letivo. As aulas eram o mesmo de sempre, a não ser pelo fato de ter entrado novos professores e os temas serem diferentes dos outros anos, obviamente.

O dia se arrastava, mas como tinha que ser, o horário das aulas terminava. Mariana não queria voltar para o Salão Comunal da Sonserina para fazer os deveres, ou ficar olhando o fogo crepitando na lareira. Não, queria começar o ano diferente. Agnes certamente iria ficar com Luicas, ou fazer outra coisa de seu próprio interesse. Assim, decidiu visitar a Ponte Coberta. De fato não era o melhor lugar para se visitar em dias chuvosos e frios. Mas estava bem vestida e pretendia ficar um pouco sozinha, além de tentar ter uma visão de Hogwarts.

Grande foi sua surpresa ao chegar à Ponte e ver ninguém mais, ninguém menos, que Derfel. O grifinório estava escorado no parapeito contemplando o horizonte. A sonserina também observou que ele mantinha uma feição triste. Ela parou. Não sabia se devia se aproximar, dar meia volta, ou se manter longe. Decidiu que não iria voltar, não tinha ido até ali pra nada. Mas não sabia se devia ir falar com o grifinório. Sua cabeça dizia para manter-se longe, já que no dia anterior o encontro dos dois não fora nada cortês. Mas algo, em outro lugar, dizia para se aproximar. Suspirou e se aproximou suavemente do moreno. Parou do seu lado. Olhou a vista por alguns minutos, antes de quebrar o silêncio.

- Achei que nesse dia chuvoso ninguém estaria aqui... Me enganei, não é mesmo?! – continuou a olhar a paisagem chuvosa.

Resumo: Primeiro dia de aulas, dia comum. No final das aulas, Mariana decide ir até a Ponte Coberta. Quando chega à mesma fica surpresa ao ver que Derfel já se encontrava por lá.

-
avatar
Mariana Lengruber
Aluna

Série 6º Ano

Inglaterra
Age : 20
Sangue Puro

Cor : #A2CD5A

Ver perfil do usuário http://www.facebook.com/francielithays

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: September Rain

Mensagem por Derfel Heaney em Sex Set 21, 2012 8:41 pm

-Derfel! Seu moleque idiota! Você nasceu tão burro que não leva jeito para magia, se eu fosse você, entrava para o exército ou para a segurança do ministério, quem sabe assim dá pra aproveitar um pouco dessa cabeça dura! – Xingava Hywell em seu sonho, a mesma voz anasalada, coxeando uma perna, tateando, bravo, o olho cego branco como um fantasma o encarava.

Acordou no susto. Foi um sonho, não um pesadelo acompanhando de dor de cabeça, daquelas que formam bolinhas diante da vista. O som era alto, não os rapazes da grifinória faziam apenas a algazarra de sempre, sua cabeça que latejava, como se instrumentos musicais tocassem em surround dentro do seu ouvido. Forçou suas pálpebras, não estava no dormitório e sim no salão comunal da casa rubra, jogado no sofá e atrasado!

-Por Merlin! – Falou para si mesmo enquanto se levantava como um lince e caminhando feito um peixe-boi, tropeçando nos próprios pés. Alcançou o seu malão desajeitado e pegou o uniforme ainda amassado da viagem. Não havia tempo, nem tomaria o café da manhã e nem faria falta, seu estomago parecia embrulhado. Com a mesma pressa que adentrou o dormitório, saiu pulando as escadas abotoando a camisa, subindo o zíper da calça, amarrando os tênis. Sua gravata estava frouxa no colarinho e quem se importava?

Na sua cabeça uma ideia fixa, matar Àngel. Se possível envenená-lo com suas próprias beberagens amargas. O bastardo sonserino mal já estava mostrando a que veio e Cadarn não deixaria que ele o fizesse de bobo mais uma vez. Começou a se lembrar das idiotices que fez e falou, chamou Mariana e Úna de ovelha! Não que fosse algo muito ofensivo, mas era ridículo e precisava se desculpar, mas o que dizer? Era um rapaz xucro, criado por um velho sem a menor vocação paterna, treinava duelos durante as férias, isolado numa grande propriedade em Sevilha, longe de qualquer refinamento dos Del Aguirre apesar de ser tratado como um igual, se quisesse poderia ser um rapaz distinto e polido, mas não era a sua natureza, preferia o seu mundo.

E Logan? As aulas voaram e nem teve tempo de falar com o seu parceiro, não tinha coragem de olhar para Virginia apesar de precisar agradecê-la, lembrou que a sua meio irmã o carregou com certo sacrifício para a grifinória. Uma aula mais chata que a outra, a mesma conversa de início do ano. Regras. Exigências. Sono. Abaixou a cabeça na carteira e sonhou com campos, castelos e a lua da Irlanda, gorda e alva no céu noturno. Acordou com um professor mal humorado batendo em suas costas, correu para o banheiro e lavou o rosto mais uma vez. Este foi o seu primeiro dia de aula, a menina da corvinal que era cheia de sorrisos para ele, nem lhe dirigiu a palavra e Mariana? Bem, essa o ignorou o quanto pode durante todo o dia.

Por fim, o tormento acabou e sentiu que precisava ficar sozinho, talvez Hywell estivesse certo. Ele era burro demais para ser bruxo e forte o suficiente para ser um guerreiro, nunca um herói. Heróis eram espertos e possuíam muita sorte. Sabia que o frio espantaria qualquer um que se aproximasse da ponte coberta e pelo menos nisto estava certo. Esfregou as mãos enluvadas e se apoiou no corrimão, mirando o horizonte, pensando na sua irmã, na sua Siren. Que era boa o suficiente para ainda ser lembrada por alguns professores, bela e inteligente, rápida que somente foi pega por dois bruxos das trevas experientes quando não passava de uma meninota.

Se Siren estivesse viva, não seria alvo fácil de Àngels ou Diablos sonserinos. Fechou os olhos, tentou forçar a lembrança, era como se a menina estivesse ali. Poderia sentir o seu calor, seu perfume, sua presença familiar, levou um susto. Mariana o olhava com seu lindo par de orbes esmeraldinos emoldurados pela pele cor de mármore. Viu seus lábios se mexerem e demorou a compreender o que diziam, era algo sobre a chuva ou o dia.

- Eu posso ir embora se quiser, não quero estragar o dia de outra pessoa.

Resumo do vestibular: Derfel acorda atrasado ainda de ressaca, mal assiste as aulas e vai até a ponte coberta, lembra da falecida irmã e se depara com Mariana ao lado dele.


-

São Derfel de Gales
avatar
Derfel Heaney
Aluno

Série 6º Ano

Irlanda
Age : 20
Mestiço

Cor : #

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: September Rain

Mensagem por Mariana Lengruber em Sex Set 21, 2012 9:18 pm

A chuva caía e o vento castigava o rosto de porcelana da sonserina. Ela esfregava as mãos que estavam de luvas pretas, uma na outra, tentando aquecê-las. Em seguida, as levava ao rosto, bochechas, para que o calor passasse de um lugar para o outro, ou pelo menos era isso que tentava. Não sabia ao certo porque tinha escolhido ir para a Ponte Coberta num dia de chuva. Quero dizer, ela não tinha nenhum motivo triste aparente para que fizesse tal ato. Sua vida era um conto de fadas perfeito, ela era a princesa, seus pais os reis, e sua casa era seu castelo. Só faltava o príncipe encantado.

No entanto parecia que Derfel estava ali porque tinha motivos verdadeiros para se entristecer. A sonserina era uma boa observadora e percebia a maioria das coisas bem facilmente. Ainda mais depois do que ele disse, sobre não querer estragar o dia de outra pessoa, e se ela quisesse, ele iria embora dali. Não sabia o que responder. Não queria que ele fosse embora. Era estranho, mas o rapaz lhe transmitia segurança, gostava de ficar perto dele. Não que já tivesse tido muitas oportunidades para tal coisa, mas o fato era que todas as vezes que se encontrara com Derfel, ela sentia coisas diferentes do normal, que não cabem serem explicadas agora.

- Não. Não precisa... Digo, só se você não quiser ficar aqui, porque eu cheguei... – virou-se para olhá-lo. – Não sei se vou parecer intrometida, porque não sou assim, e se não quiser responder, não precisa, mas... Parece que tem alguma coisa te incomodando, esta triste. Por quê? – curiosidade pouca é bobagem.

Mariana não era de todo ruim. Quer dizer, tirando as várias vezes que usa de sarcasmo, ironia, desprezo em suas ações e falas, e das vezes que fala mal das pessoas e de seu modo de vestir, falar, andar, entre outras coisas. Ah, também tem as vezes que resolve implicar com algum novato, e fazer os outros de escravos. Mas tirando tudo isso ela conseguia ser simpática e até amável, quando queria. Sua carinha de boazinha ajudava muito.

Resumo: Mariana diz para Derfel que não precisa dele ir embora, e o questiona do motivo de sua tristeza.

-
avatar
Mariana Lengruber
Aluna

Série 6º Ano

Inglaterra
Age : 20
Sangue Puro

Cor : #A2CD5A

Ver perfil do usuário http://www.facebook.com/francielithays

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: September Rain

Mensagem por Derfel Heaney em Sex Set 21, 2012 9:47 pm

Música > AQUI

-Eu sempre estou triste não reparou? – Respondeu ainda tentando evitar encará-la, sorriu para o nada, tentando enxergar além do que estava no horizonte, não sabia a direção correta, mas talvez conseguisse observar sua fazenda, claro que isso era a sua imaginação. Cruzou os braços para se aquecer um pouco mais, realmente aquela ponte não era amigável, ainda não entendia porque os casais procuravam aquele lugar sinistro para ficar a sós. Uma das possibilidades era a desculpa para poder abraçar a moça protegendo-a do frio, mas na sua cabeça soava um pouco leviano e cafajeste.

- Quer dizer, não gosto de ser assim para ser sincero. Eu gosto do calor, do movimento, da música, mesmo que seja melancólica, da festa, da dança, mas aqui em Hogwarts, as pessoas parecem qualificar estes gostos como vulgares ou idiotas, como se apenas os imbecis fossem felizes. Na Espanha me acham melancólico e calado demais, meu sangue é tão frio quanto o lugar onde nasci, simplesmente não me encaixo, moro com uma família que não é a minha e meus parentes não caminham sobre a terra. Às vezes eu penso, que não pertenço, sou aquele símbolo de conjunto com um risco no meio. – Ironizou, desenhando no ar.

-Meu tutor diz que penso nessas coisas porque sou muito burro, se fosse inteligente, me preocuparia com coisas mais importantes, como estudar, decorar fórmulas e essas coisas que os alunos sabidos fazem, mas a única coisa que eu faço bem é lutar e brigar. Parou de falar e olhou para Lengruber. Pensou em como era realmente idiota, falar todas aquelas coisas para alguém que mal conhecia, nem para Virginia era capaz de confessar tais sentimentos, tinha medo de magoar a andaluza, ser ingrato não era da sua natureza, mas esconder seus pensamentos também não era. Sentiu-se aliviado pela primeira vez em muito tempo.

– Queria pedir desculpas pela festa, eu juro, não sei por que falei aquelas coisas, quer dizer eu imagino, foi magia negra daquele maldito Àngel, sinto em meus ossos – Deu um soco na madeira. Me desculpe pelo Expresso, não quis estragar sua viagem, só não aguento ver alguém molestando uma pessoa indefesa, minha irmã não é realmente uma menina delicada, mas era meu dever protegê-la daquele ogro e agora, todos me acham um idiota briguento. – Não havia determinação em seus olhos, muito menos fogo e raiva. Era um olhar de garoto perdido pedindo desculpas por ter passado o dedo na cobertura do bolo.

-

São Derfel de Gales
avatar
Derfel Heaney
Aluno

Série 6º Ano

Irlanda
Age : 20
Mestiço

Cor : #

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: September Rain

Mensagem por Mariana Lengruber em Sab Set 22, 2012 6:00 pm

- Não reparei, quero dizer, não é como se eu ficasse reparando em você e observando suas expressões. Então não poderia dizer quando estava triste ou feliz. – deu de ombros. – Agora ontem você parecia estar bem feliz...

Apertou mais o casaco contra o corpo e colocou as mãos no bolso do mesmo. Ouvia Derfel falando sobre não gostar de ser triste e que gostava do calor, de festa, danças, mas que em Hogwarts as pessoas julgavam aquilo como coisas idiotas. Ela mesma era do tipo que julgava quem podia, mesmo sem conhecer, à primeira vista e também pelos gostos particulares. Fazia parte da sua personalidade ser assim, fazer o que. O grifinório também dizia que na Espanha o achavam melancólico e calado, e que seu sangue era frio igual do lugar onde nasceu.

A sonserina não tinha ideia de onde ele havia nascido, afinal, nunca tinham conversado sobre coisas pessoais. Ficou imaginando qual seria a origem do garoto e se devia perguntar. Não queria parecer que se importava realmente com aquilo. Ele continuava falando sobre não ter parentes vivos e morar com uma família que não era dele, a de Virginia, no caso. Pelo menos isso ela sabia sobre ele. Mas também só porque a grifinória comentara uma vez. O rapaz continuava falando sobre um tutor que dizia para o mesmo que ele era burro, por preocupar com coisas do tipo, e que devia se concentrar em coisas mais importantes que os alunos mais inteligentes se preocupavam. Por fim ele dizia que a única coisa que fazia bem era lutar e brigar.

A inglesa sustentou o olhar do moreno enquanto ele continuava a falar. Ele tinha belos olhos verdes hipnotizantes, se não fossem pelo toque triste, melancólico, que carregavam. Ele pedia desculpas pela festa e dizia não saber o motivo de ter falado as coisas que falou, julgava ser magia negra de Àngel. A sonserina apesar de ser da mesma casa do último, e com a diferença de um ano entre os dois, nunca tinha parado para trocar algumas palavras com o mesmo, então só imaginou que não seria estranho se aquilo fosse verdade, já que sonserinos tem tendências a serem malvadinhos. Mariana deu um pulinho de susto quando ele socou a madeira. Ele parecia ser bem do tipo explosivo e que bate primeiro e pergunta depois. Lembrou-se da cena no Vagão Restaurante quando ele citava, e também pedia desculpas por aquilo. Ela esperou um pouco, absorvendo tudo que ele tinha falado para assim se pronunciar.

- Bom em Hogwarts todo mundo quer ser melhor que o outro, e pela maioria ter sangue inglês não demonstram muito emoções e felicidade por qualquer coisa, diferentes de alguns outros que são mais felizes e animados. Eu mesma não sou do tipo que fica com o sorriso no rosto o dia todo, poucas são as vezes, na verdade. Aliás, não sei de onde você é... – ergueu uma sobrancelha curiosa. – E você não tem que me pedir desculpas pelo que aconteceu no Expresso, nem estava envolvida diretamente... Só vi que não era um bom lugar para começar uma briguinha idiota, devo dizer. Sobre você ser um idiota briguento, ou não, isso é você quem tem que mudar o que as pessoas pensam. Suas atitudes vão definir isso. – virou-se para olhar a luz produzida devido a um relâmpago nos céus.

- Sobre ontem não acredito muito que seja magia negra, talvez ele colocou alguma substância em sua bebida. Não sei... O que eu sei é que você parecia estar bem bêbado, e sabe o que dizem... A bebida entra, a verdade sai. Não sei qual foi sua intenção ao dizer o que disse, se era uma espécie de elogio ou se era algum tipo de ofensa. Mas enfim... – suspirou. – Você nem deve se lembrar de muita coisa de ontem, não é verdade?

Resumo: Derfel e Mariana continuam conversando sobre a vida e os acontecimentos anteriores. Nada de mais.


Última edição por Mariana Lengruber em Dom Set 23, 2012 7:41 am, editado 1 vez(es)

-
avatar
Mariana Lengruber
Aluna

Série 6º Ano

Inglaterra
Age : 20
Sangue Puro

Cor : #A2CD5A

Ver perfil do usuário http://www.facebook.com/francielithays

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: September Rain

Mensagem por Derfel Heaney em Sab Set 22, 2012 9:42 pm

Derfel sorriu acanhando. - Eu me lembro de tudo! Não que eu tenha orgulho disso eu juro! – Levantou as mãos demonstrando que não estava com os dedos cruzados. Por que não me deu um soco no queixo? Eu merecia apanhar de uma garota, ainda mais depois daquela coisa idiota. Espero que não tenha levado a sério Mariana e se em algum momento dei a entender que a ofenderia de forma tão vulgar, mereço um belo soco no nariz, mas não fique preocupada, o mais breve possível buscarei reparação, ninguém deveria distribuir essas tais beberagens, ainda mais se elas ofenderem uma pessoa como você. – Apontou para a menina.

O grifinório era desse jeito, sem papas na língua, quase sempre falava o que sentia e isso era incontrolável ainda mais quando essa liberdade era aparentemente conquistada. Ficou envergonhado. Não queria que Lengruber pensasse alguma coisa errada a seu respeito, não mais do que provavelmente ela já pensava. Limpou a garganta tentando disfarçar seu desconforto. A desculpa do frio era ótima para uma saída estratégica.

– Está muito frio, ás vezes eu esqueço como os arredores do castelo não são lá muito amigáveis para quem está acostumado com o calor. Talvez seja melhor voltar para o castelo, não é bom uma moça andando por aí no escuro com o bêbado da escola.

- De fato, estou acostumada ao frio, até gosto, por isso vim aqui hoje...- pensou por um tempinho e concordou com a cabeça. - E está ficando cada vez mais frio, melhor entrarmos mesmo... Sobre eu andar com o bêbado da escola, não fica bem mesmo. - deu um leve sorriso. - Mas sou eu quem escolho com quem devo andar, ou não... - deu de ombros.

Disposto a se espreguiçar para estalar os ossos, jogou o corpo um pouco para trás enquanto continuava a falar. – Certeza? Então , só tome cuidado para não escorregar, essa umidade costuma fazer estragos quando não tomamos cuidado e... Seus pés ratearam em uma grande mancha de limo, a gravidade fez seu trabalho puxando-o para baixo em uma linda queda com as duas pernas para o ar. ...escorregamos! Ouch, minhas costas, definitivamente, este não é meu dia. – Disse rindo enquanto aceitava a ajuda de Mariana que prontamente lhe deu a mão, o problema era que o rapaz era pesado e logo os dois estavam no chão rindo um da cara do outro um pouco sem desconfortáveis.

Com um pouco de cuidado foram conseguindo se escorar nos corrimões até conseguir um pouco de equilíbrio. -Você vai congelar, rápido coloca a minha capa, eu te levo até as masmorras e não diga não mariana, você que escolhe com quem anda. – Apesar dos protestos da sonserina, depositou sua capa grifinória sobre os ombros da garota, Derfel ignorava se isto poderia causar mal estar, era um gesto educado nada maldoso, apesar do frio cortante, ele aguentou estoicamente a baixa temperatura até o castelo para que Lengruber chegasse um pouco mais protegida.

-

São Derfel de Gales
avatar
Derfel Heaney
Aluno

Série 6º Ano

Irlanda
Age : 20
Mestiço

Cor : #

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: September Rain

Mensagem por Mariana Lengruber em Dom Set 23, 2012 8:11 pm

Mariana não era do tipo que daria um soco na cara de alguém, só se fosse extremamente necessário. E também chamaria muita atenção se fizesse isso na festa, na frente de toda aquela gente. Era fato que tinha chutado a canela de Logan, mas havia sido discreta e rápida, nada que chamasse muita atenção. Não gostava de barracos, não quando a envolviam. Preferia resolver suas coisas no particular, com um bom feitiço nas fuças de quem quer que fosse, ou algum veneno na comida também resolvia. Mas não era aquele caso.

A sonserina observadora que só percebeu um leve desconforto da parte de Derfel, talvez ele estivesse mesmo envergonhado do dia anterior, e suas desculpas eram sinceras. Ela o desculpou internamente, minto, na verdade deixou para lá. Não via muita importância em realmente desculpar o garoto, ainda mais exteriorizar o seu perdão. Manteve-se calada até que ele resolveu falar do frio. Por reflexo a sonserina sentiu seu corpo arrepiar devido ao vento do lugar. Realmente estava ficando cada vez mais escuro e mais gélido.

Derfel sugeriu que voltassem ao castelo, e que ela não deveria ficar andando por aí com o bêbado da escola, no caso se referia à ele próprio. Realmente as más línguas não perderiam a oportunidade de falar e inventar coisas a respeito dos dois. Eram apenas conhecidos que conversavam às vezes, só isso, nada mais. Além do fato dele ter olhos lindos, corpo bem definido, músculos, o cabelo escuro arrepiado, o jeito marrento, o charme, ai ai, enfim. Só conhecidos.

Lengruber concordou com a proposta de voltarem para o castelo e acrescentou que era ela quem escolhia com quem devia andar ou não. O que era verdade. Não vou dizer que ela não se importava com o que diziam a seu respeito, mas que era ela que tomava suas próprias decisões mesmo que os outros não concordassem isso sim era um fato. Até deu um leve sorriso para o moreno, coisa que não arriscaria de fazer para qualquer um por aí. Então foi quando Derfel dizia sobre ela tomar cuidado para não escorregar que aconteceu dele próprio levar um belo tombo.

Teve que respirar fundo, pois sua vontade era logo se jogar no chão e rolar de rir. No entanto, não fez nada disso. Ao contrário, estendeu sua mão macia e pequena para que o rapaz pegasse, na tentativa de ajudá-lo a levantar do chão. Bad choice. Para uma comparação era como se ela tentasse levantar um mamute, já que contra seu favor estava o peso de Derfel, e o piso escorregadio da ponte, além de que seu físico não era lá essas coisas. Resumindo, fora parar no chão em cima do garoto. Clichê. Os dois riam um da cara do outro. Só faltava a parte do beijo, igual nos filmes. Ao pensar nesse fato a garota logo ficou corada e saiu de cima do rapaz. Tentou se equilibrar segurando no corrimão da ponte. Depois de um pouco de dificuldade estavam de pé.

- Você vai congelar, rápido coloca a minha capa, eu te levo até as masmorras e não diga não Mariana, você que escolhe com quem anda.

- Não! Não precisa! Eu estou bem, não preciso da capa, sério. E... – mas Derfel já colocava a capa dele (da Grifinória) nos ombros da sonserina. Se havia passado o tom rubro de suas bochechas, agora ele voltava.

Virou o rosto para o lado oposto de Derfel enquanto andavam, esperando que voltasse ao tom normal de sua pele. Por um momento passou por sua cabecinha tirar aquela capa da Grifinória de cima de si, jogar no chão, e pular em cima, tipo Seu Madruga. No entanto resolveu ver aquilo como um gesto cavalheiro da parte do grifinório, pelo menos parecia que ele tinha algum bom senso de como lidar com uma dama. Ponto para ele. O caminho até as masmorras foi silencioso. E não demorou muito, já que não precisava subir lances de escadas nem nada do tipo. Só tinha o detalhe de ser enorme e facil de se perder. Não muito profundo nas Masmorras e nem tão longe da Sonserina, Lengruber parou de andar e se colocou de frente para Derfel, para que ele parasse também.

- Então... Daqui eu posso continuar sozinha. Obrigada pela capa, apesar de que não precisava mesmo. – retirou a capa e estendeu para que o grifinório pegasse.

- Ahhh entendo. - Aceitou a capa e a dobrou. – Eu espero que a minha companhia não tenha sido aborrecida. Sério, se me permitir eu posso falar a noite inteira sem parar, acredite. – sorriu.

- Digamos que não foi de todo ruim... E acredite isso é uma espécie de elogio. – deu um sorrisinho. – Bom, então, até outro dia... – não saiu, ficou ali ainda, parada.

- Até amanhã, Mariana, nos vemos por aí, nas aulas certo? - Acenou para se despedir e virou as costas, pareceu hesitar por um momento, parecia que tinha se esquecido de dizer algo, mas logo em seguida continuou o seu caminho.

Assim a sonserina virou-se e seguiu rumo à Sonserina. Naquela noite teria muita coisa pra por em ordem em sua cabecinha.

Spoiler:
Postando pra finalizar as ações na RP :DD Até a próxima, hehe o/

-
avatar
Mariana Lengruber
Aluna

Série 6º Ano

Inglaterra
Age : 20
Sangue Puro

Cor : #A2CD5A

Ver perfil do usuário http://www.facebook.com/francielithays

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: September Rain

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum