Candy Style!

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Candy Style!

Mensagem por Chloe Hertsgaard em Sex Set 14, 2012 7:38 pm

Status: RP Fechada (caso interessar possa, mande MP)
Data: 02 de Setembro. Período: À tarde, no horário da festa nas Masmorras.
Local: Corredor do Quarto Andar.
Participantes: Chloe Hertsgaard, Fae B. Pointer, Katrina Collin, Henri Le Blanc.

Era domingo, dois de Setembro e Chloe não estava feliz. Tudo o que ouvia pelas masmorras era só sobre a apresentação da bandinha que fizera um show de divulgação no Vagão Restaurante no dia anterior. Que eles tocariam naquele domingo à tarde, para quem quisesse, só bastava levar uma peça de roupa feminina, para entrar. O dormitório assim como o Salão Comunal da Sonserina estava inabitável. As sonserinas conversavam e falavam muito e ficavam de mimimi sobre como o show ia ser bom, como os integrantes eram lindos, e sei lá mais o que.

Hertsgaard não tinha paciência para ouvir discursos longos. Na verdade, não tinha paciência para escutar quase nada. Não tinha interesses em ir ao show, nem em ajudar algum necessitado que precisasse de roupas de caridade. Ela também precisava de ajuda, e alguém se oferecia de livre e espontânea vontade? Não. Por isso também não faria aquilo. Esperou até que diminuísse o fluxo dentro da Sonserina, ou seja, quando deu o horário para o início do show, para assim se jogar em sua cama e finalmente tentar ficar sozinha e em silêncio.

Um minuto. Dois minutos. Três minutos. Virou para o lado. Dois minutos. Virou para o outro. Mais um minuto. Colocou-se de pé e andava de um lado para o outro. Outra coisa que não suportava era ficar parada. Odiava o tédio, rotina. Queria emoção. Precisava pensar em algo, e rápido. Alguma coisa emocionante para fazer, algo fora do comum. Algo... Parou. Olhou. Sorriu empolgada. Vários pensamentos passavam à sua frente em velocidade mega rápida. Não ia pensar duas vezes no que estava prestes a fazer. Se pensasse talvez não fizesse. Mentira. Faria de qualquer jeito. Olhou para um lado e para o outro. Ninguém a vista. Momento perfeito.

Um passo. Dois passos. Uma corridinha. Chegou até a cama de uma sonserina que não estava ali, claro. Deu mais uma olhada para os lados, certificando de que não seria pega em flagrante. Com um movimento rápido pegou um pacote. Era o suficiente. Um passo para longe. Mais outro passo. Agora já não eram mais passos, corria para sua liberdade. Corria para fora da Sonserina, antes que a dona do que pegara desse falta. E se desse, quando desse, já não teria mais conserto. E também, ela nunca saberia quem havia pegado. Não tinha provas, nem testemunhas oculares. Todos os movimentos friamente calculados. Ou quase isso.

Correu, correu. Feito uma louca fugindo dos guardas do manicômio. Olhava para trás, a culpa pesando em seus ombros. Estava no segundo andar. Parou para respirar e voltou a correr. Repetiu mais algumas vezes. Agora estava no quarto andar. Não havia ninguém por ali. Não que tivesse visto, pelo menos. Era em algum corredor qualquer. Andou mais um pouco e assim resolveu sentar. Sentou. Respirava forte, tentando controlar as emoções e o cansaço de subir vários andares, misturado com a adrenalina. Mas tudo compensava. Sempre compensava. E seu prêmio estava ali, em suas mãos.

Pegou o pacotinho e abriu. Era arriscado pegar qualquer bolinha que estava ali dentro. Cada qual vinha com uma surpresa diferente, era o que diziam. Pegou uma verdinha com bolinhas brancas. Colocou na boca. Logo sentiu um gosto doce e em seguida um gosto tão azedo quanto chupar limão puro. Lágrimas incessantes escorriam de seus olhos. Eram incontroláveis. Tivera o azar de pegar aquele, que fazia chorar. Não sabia quanto tempo poderia durar. Esperava que pelo menos ninguém visse aquela cena. O que era quase impossível, já que passos ecoavam no corredor naquele instante. Mais lágrimas escorriam. Já não tinha certeza se era por causa do doce ou pelo fato de pagar o maior mico de sua vida, bem ali.

- Nnn... Ick. Nã-a-aick-o! – choramingava soluçando.

Sim. Ela tinha pegado um dos pacotinhos de doces esquisitos de Mariana Lengruber. Os doces que vinham da sociedade que o pai da garota tinha com uma fábrica. Pelo menos era o que ela vivia dizendo e se gabando por aí. E agora iria comer todos eles, só de raiva.

Le Resumo: Chloe não quis ir ao show da Brotherhood. Assim, estava entediada no dormitório até que teve a ideia de afanar um pacotinho de doces esquisitos de Lengruber. Correu até o Quarto Andar. Onde se sentou e abriu o pacotinho. Pegou logo um doce que fazia chorar. Por fim, ouviu passos ecoando em sua direção.
avatar
Chloe Hertsgaard
Aluna

Série 3º Ano

Inglaterra
Sangue Puro

Cor : #B23AEE

Ver perfil do usuário http://www.facebook.com/francielithays

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Candy Style!

Mensagem por Henri Le Blanc em Sab Set 15, 2012 12:24 pm

Henri estava sentado na sua cama no dormitório da Corvinal vendo o fluxo de garotos caminhando de um lado para o outro se arrumando para a festa que teria nas masmorras. O garoto já havia decidido de antemão que aproveitaria que todos estavam na festa para conhecer o castelo melhor sem que ninguém o atrapalhasse, a não ser que Katrina lhe avisasse que iria à festa. Deixou que o dormitório começasse a esvaziar para esticar as pernas, tirar o pijama o qual vestia desde a noite anterior (vale citar que ele desceu sim para o café da manhã e almoço, mas a preguiça matinal apenas o deixou colocar uma roupa por cima do pijama) e caminhar pelos corredores de pedra sem rumo certo.

Com as mãos no bolso da jaqueta, saiu do Salão Comunal. Respirou fundo, não sabia nem por onde começar seu tour pelo castelo. Talvez fosse melhor pedir para Katrina o ajudar, porém sabia que seria difícil simplesmente cruzar com a meio-veela pelos corredores. Assobiou alto, tentando fazer conexão com Napoleão. Sentou no chão de pedra e tirou um pedaço de pergaminho do bolso com uma caneta trouxa. Pela sua mania de fazer mapas por onde passava, sempre carregava um pequeno inventário de papel e tinta para fazer anotações sobre o ambiente.

Escreveu com letras corridas “Ânimo para um tour pelo castelo? Estou descendo as escadas, saindo da Corvinal agora mesmo. Me espere no térreo e nos encontramos em breve. Abraços de seu amigo, Henri Le Blanc.”. A pior parte para escrever foi a ultima frase, não sabia como se despedir da garota. Um beijo seria muito estranho talvez. Aperto de mão, muito formal. Abraço estava entre os dois, talvez fosse a medida certa para ser usada na carta. E “amigo” porque os dois ainda não passavam disso realmente.

Mal Napoleão passou pela janela aberta ao lado de Henri, já voou rasante pegando a carta do chão, levando-a no bico até a Lufa-Lufa. Sabia bem para quem entregar, pois havia se comunicado via mente anteriormente com seu dono.

Levantou-se, apoiando na parede, e começou a descer as escadas despreocupado, apesar de a cada lance de escadas ganho seu coração bater mais rápido, pois sabia que o encontro com Katrina estava próximo. Parou em uma janela fechada, aproveitando o reflexo do vidro para arrumar seu cabelo para depois continuar sua trajetória.

Com um sorriso no rosto, Henri pulava de degrau em degrau. Já relativamente perto de Katrina ouviu um choro de garota. Parou de caminhar. Não sabia se estava com ânimo de aguentar o drama de alguma adolescente em crise, mas seu cavalheirismo falou mais alto e prosseguiu a caminhada. Além do que, como não conhecia Hogwarts muito bem ainda, não sabia outro caminho para chegar ao térreo sem ser esse, precisaria passar pela garota de qualquer jeito. Sabia da existência de escadas flutuantes, mas não sabia como chegar lá e também não queria correr o risco da primeira viagem nelas ocasionar em tragédia.

Mais perto da fonte do choro, constatou que vinha de Chloe. Um pouco mais aliviado por pelo menos conhecê-la, chegou mais perto em passos rápidos e ajoelhou-se perto da garota sentada, colocando a mão em sua perna gentilmente.

- Foi aquela garota de novo? Jogou mais lixo em você?

Resumo escreveu: Henri também não iria na festa, pois aproveitaria o castelo vazio para conhecê-lo melhor. Mandou um bilhete para Katrina pelo Napoleão, mas antes de encontrar a meio-veela encontrou Chloe chorando e decide parar para consolá-la.
avatar
Henri Le Blanc
Aluno

Série 3º Ano

França
Age : 18
Sangue Puro

Cor : #4682B4

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Candy Style!

Mensagem por Katrina Collin em Sab Set 15, 2012 4:05 pm

“Ânimo para um tour pelo castelo? Estou descendo as escadas, saindo da Corvinal agora mesmo. Me espere no térreo e nos encontramos em breve. Abraços de seu amigo, Henri Le Blanc.”.

“Você me ligou naquela tarde vazia e me valeu o dia (...)” Era mais ou menos esse o espírito de Katrina quando terminou de dobrar o bilhete que Napoleão se encarregara de trazer. Guardou no seu diário, como todas as outras pequenas lembranças de Henri e escondeu entre o colchão e o estrado da sua cama para que ninguém mexesse em seu pequeno tesouro. Infelizmente não tinha que pudesse agradar Napoleão, procurou nos bolsos e nas gavetas, havia apenas umas bolachas de água e sal muito sem graça. Era melhor que nada, partiu uma delas e ofereceu a coruja que pareceu satisfeita pelo salgado regalo e voou piando baixinho.

Por sorte, não havia muitas garotas àquela tarde no dormitório lufano, as meninas mais velhas haviam se assanhado para a tal festa e os garotos também.Sobrando apenas uns e outros antissociais como Katty, que preferia passar o seu tempo tocando violão, escondida a simplesmente fazer o footing vespertino. Não estava mal vestida, por isso mesmo não perdeu tempo se arrumando, deixou os cabelos soltos, em Hogwarts não havia problema ser uma meio veela no meio de outros alunos, então não precisava dos disfarces, no entanto, isso não queria dizer que deveria tomar menos cuidado.

Guardou o violão na caixa e o empurrou também para debaixo da cama, para que não atrapalhasse ninguém e deixou a lufa-lufa cantarolando alguma coisa bem baixinho, sim, talvez estivesse inspirada pela vibração da banda que também tocava nas masmorras e foi em direção ao térreo com o coração vibrando. Ela sempre sabia quando o monegasco estava se aproximando, era complicado explicar, mas ele não estava ali. Olhou ao seu redor e somente rostos não muito conhecidos, girou no próprio eixo.

-Será que Henri se perdeu? Tantas escadas e corredores!- Falava para si enquanto mordia a boca demonstrando ansiedade. -Talvez ele desistiu... Não, não sem antes me avisar. Acho que... – A menina possuía uma aparência delicada e seus modos não eram diferentes, seguindo sua intuição se embrenhou por outro caminho que a levou para um balde de água fria.

Chloe choramingava enquanto era consolada por Le Blanc, mas não, a lufana não se adiantou prontamente para cuidar da sonserina. Apenas ficou observando de longe, sentiu algo esquisito dentro do peito, como se alguém estivesse apertando. Passou a mão em seus cabelos e tomou um pouco de coragem, repetiu mentalmente “amigo, amigo...” e foi se aproximando. Era verdade, talvez aquelas meninas malvadas houvessem judiado de Docinho outra vez ou então feito coisa pior com a sua amiga.

-Oi! – Acenou discreta.- O que está acontecendo? Chloe, alguém te machucou? Deveríamos chamar algum monitor!

Resumo: Katrina encontra Henri e Chloe que está chorando por causa das balinhas mágicas.

-

Katrina S2 Henri
ficha

Devota de São Derfel de Gales
avatar
Katrina Collin
Aluna

Série 3º Ano

Inglaterra
Mestiça

Cor : indigo

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Candy Style!

Mensagem por Chloe Hertsgaard em Dom Set 16, 2012 6:57 pm

Ainda soluçava e passos ecoavam em sua direção. Tentou engolir o choro, mas só piorou a situação. Já que começou a tossir muitão. Tá, isso nem é uma palavra, foi só pra tentar rimar. Voltando ao post, agora sem brincadeiras. Chloe estava de cabeça baixa, não queria olhar quem se aproximava, talvez desistisse e fosse embora, vendo que ela queria ficar sozinha. Por sorte, ou azar, não sei dizer ao certo, era Henri Le Blanc quem chegava ao corredor. O corvinal logo se adiantava ajoelhando perto da sonserina e colocando a mão em sua perna.

Por puro instinto a garota corou levemente. Mas logo voltou ao normal no momento em que ele perguntava se tinha sido aquela garota de novo, a tal que ela não sabia o nome, que havia jogado mais lixo em Chloe. Ela soluçou mais. Tentava mover a cabeça negativamente indicando que não era nada daquilo. Tentou também abrir a boca, mas nenhum som saía. Só continuava a chorar, chorar, soluçar. Ouviu passos novamente, só que dessa vez mais perto e mais leves. Logo a voz doce de Katrina enchia aquele lugar do corredor onde se encontravam.

Katrina perguntava o que estava acontecendo, e se alguém havia machucado a sonserina. E por fim dizia que deveriam chamar um monitor. Se Chloe não tivesse na situação que estava teria dado uns petelecos no rosto de Katrina, para ver se a garota parava de pensar em besteiras. A sonserina só continuou ali de cabeça baixa. Parecia que o efeito do doce estava passando. Mas ainda lágrimas escorriam do seu rosto. Para evitar que a lufana fosse mesmo chamar algum monitor, Chloe pegou o pacotinho de balas e sacudiu para os dois verem. Apontava as balas e depois para si.

- Eeueictoibem!

Olhava para a cara dos dois, parecia que sua tentativa de falar só piorava a situação. Fez um sinal com a mão para que esperassem. E com todo o esforço que conseguiu, engoliu a balinha. Logo depois as lágrimas cessaram e ela não soluçava mais. Enxugou os olhos e suspirou aliviada. Chorou o que nunca tinha chorado em toda sua vida. Olhou de um para o outro e deu um sorrisinho meio doido. Fazia um sinal indicando para que Katrina sentasse também.

- Oi! Eu to bem. Ninguém me fez nada dessa vez. Eu estava só experimentando uns docinhos que tem efei... Nada. Só experimentando doces, doces comuns. – arregalou os olhos. – E daí comecei a chorar porque... Porque o gosto é tão bom que fiquei emocionada. Nunca comi nada parecido antes! – estendeu o pacotinho para que os dois pegassem. – Vocês aceitam? Não vão dizer não, né? Vai, peguem, é uma delícia.

Entendam que Chloe não era ruim, não totalmente. Só gostava de brincar com a cara dos outros um pouquinho. E também queria ver quais outros efeitos aqueles doces teriam. E que Lengruber nunca desconfiasse de que tinha sido ela quem pegara. Se não, certamente iria parar no fundo do Lago Negro, para fazer companhia para a Lula Gigante.

Spoiler:
Não ta muito bom, mas se não fizesse hoje, depois seria pior. XD

Le Resumo: Chloe após o efeito do doce passar, oferece alguns para Katrina e Henri, mas sem dizer que ele são mágicos e tem efeitos diversos.


Última edição por Chloe Hertsgaard em Seg Set 17, 2012 7:24 am, editado 1 vez(es) (Razão : Consertando bbocode)
avatar
Chloe Hertsgaard
Aluna

Série 3º Ano

Inglaterra
Sangue Puro

Cor : #B23AEE

Ver perfil do usuário http://www.facebook.com/francielithays

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Candy Style!

Mensagem por Henri Le Blanc em Dom Set 16, 2012 9:12 pm

Henri corou ao ver Katrina aparecendo no corredor e vindo em sua direção. Rapidamente tirou a mão da perna de Chloe, não queria que a meio-veela pensasse besteira. Apoiou a mão no chão e levantou, cruzando os braços enquanto ouvia a explicação da outra garota que balançava continuamente um saco como se aquilo fosse a resposta de todos os seus problemas. Henri rolou os olhos. A garota devia estar chorando porque bateu a cabeça em algum lugar e acabou ficando louca.

Mas pior que isso, a explicação para o chororô não era nem plausível. Era a pior desculpa que já havia escutado em tempos. Obvio que tinha acontecido alguma coisa com a garota, ela não iria chorar por apenas um pedaço de doce. Ninguém chora por comida. Exceto, talvez, os famintos da África e de outros lugares miseráveis, mas eles choravam pela falta dela.

Henri pegou o saco das mãos de Chloe e o abriu bem, olhando para seu interior. O saco estava repleto de bolinhas coloridas que lembravam vagamente aquelas bolas de isopor pintadas para parecerem planetas em maquetes de trabalho de ciências. Olhando para o teto, colocou a mão no saco e pegou uma das bolinhas. Antes de colocar na boca conferiu se não havia nada errado com ela, mas aparentemente era só uma esfera de cor negra com alguns pontos brancos por ela toda.

Embrulhou a ponta do saco e o jogou do lado de Chloe, botando o doce na boca. Realmente era um gosto muito bom, não conseguia distinguir do que era, parecia algo que nunca havia experimentado anteriormente. Era uma sensação única. Sentia-se até mais leve.

Apreciando o gosto e vagando pelos seus pensamentos tentando descobrir o gosto daquilo, não percebeu que seus pés saiam do chão. Apenas quando olhou para Chloe para concordar que o gosto era de outro planeta percebeu que se distanciava das garotas. Por um momento ainda lhe passou pela cabeça que estava crescendo, mas concluiu que estava sobre efeito de algo estilo gravidade zero quando ficou na horizontal e mais tarde de ponta cabeça, batendo finalmente no teto de pedra onde se estabeleceu.

- NÃO COMA O DOCE, KATRINA! – gritava, tinha certeza que o eco de seu grito podia ser ouvido em muitas partes do castelo. Talvez até nas masmorras. - CHLOE, SUA MALDITA! ME FAZ DESCER SENÃO TE ESTUPORO. – já mexia no bolso da jaqueta pegando sua varinha, pronto para atingir a sonserina. Estava falando sério.

Resumo escreveu:Afasta-se de Chloe quando Katrina se junta ao grupo, ouve a explicação fajuta da sonserina e pega um dos doces para experimentar. Apenas descobre o plano de Chloe quando já estava flutuando pelo corredor e batendo com as costas no teto de pedra.
avatar
Henri Le Blanc
Aluno

Série 3º Ano

França
Age : 18
Sangue Puro

Cor : #4682B4

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Candy Style!

Mensagem por Katrina Collin em Seg Set 17, 2012 11:00 am

Pontada de ciúmes? Imagina, Katrina era superior a tudo isso! Mentira, só não era como as outras meninas que demonstravam, guardava para si porque achava mais educado, elegante e polido. Era assim que a lufana enxergava os relacionamentos, deveriam ser discretos e não necessariamente correspondidos, na sua opinião era muito feio uma menina da sua idade ficar se jogando em meninos como se fossem a última boia salva vidas, ainda mais ela, que tinha certeza de que o monegasco a enxergava apenas como uma boa companhia e que a partir do momento que ele arrumasse outros amigos a deixaria de lado. Não, Le Blanc não era leviano, muito menos interesseiro, mas as coisas eram assim. Sorte dele, azar o dela.

Quanto a Chloe, parecia estar naquele meio termo esquisito de tosse e riso, onde você não sabe se dá um tapa nas costas ou chama o SAMU. Como sempre, Henri foi o primeiro a experimentar tal novidade, mas Katty pegou uma bala logo em seguida e colocou na boca. Possuía um sabor ácido no começo e logo assumia umas notas de amora e morango, sua textura era de caramelo puxa-puxa, muito boa por sinal, mas nada que merecesse lágrimas de alegria ou choro histérico, era apenas uma guloseima, tubes ácidos era muito mais gostosos.

Prestes a fazer sua avaliação gastronômica, Collin viu seu amigo levitar, até ai nada de especial, eles estavam em uma escola de magia e Helloooooo Katrina possuía o sangue de seres mágicos mitológicos, uma levitaçãozinha no meio da tarde não era de assustar. O problema era que Henri não parava de subir e subir, como se fosse uma pipa e a praguejar contra Chloetilde que parecia estar se divertindo e muito com aquela cena, porém, o corvinal estava muito nervoso e deu ordens explícitas para que a menina não provasse mais nada.

Katrina engoliu seco porque a bala já havia derretido em sua boca, o que fazer? Nada. Pelo menos seus pés estavam bem firmes no chão, talvez não tivesse sofrido efeito algum, pegou sua varinha e apontou para Henri, pensaria num feitiço que o trouxesse para o chão ou pelo menos não o deixasse sair voando pelos corredores como um balão. A lufana pegou sua varinha e apontou, mas quando olhou para as suas mãos elas estavam não apenas cor de rosa, mas com listras brancas, ela subiu as mangas da jaqueta e descobriu que seus braços também estavam coloridos, olhou para suas pernas e também estavam tingidas.

Se havia alguma coisa que deixava Katrina nervosa era parecer mais estranha do que já era, imaginem: mais alta e mais magrela que todas as meninas da sua sala, brilhar, andar por aí com o cabelo flutuando e ter meninos a encarando em todo o momento? Agora adicionem o fato de estar rosa e listrada? O Chloe olha o que você fez! Que tipo de balas são essas? Se alguma coisa acontecer com o Henri eu juro que deixo pintarem o docinho de rosa, agora para de graça e me ajude!

-

Katrina S2 Henri
ficha

Devota de São Derfel de Gales
avatar
Katrina Collin
Aluna

Série 3º Ano

Inglaterra
Mestiça

Cor : indigo

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Candy Style!

Mensagem por Fae B. Pointer em Qua Set 19, 2012 7:52 pm


XII
Joselito's way of life.

#Chatiada. Nenhuma outra palavra iria descrever melhor o humor da tampinha enfezada que andava pelos corredores de Hogwarts. Os cabelos vermelhos, mais assanhados do que nunca, pareciam ter vida própria, indo de um lado para o outro, como pequenos tentáculos rubros. Fantasma, a varinha, ia rodando nos dedos da ruivinha e Turdi, sempre tímido, manda lembranças aos leitores e diz que por enquanto prefere ficar escondido atrás da nuca da menina, entre o colarinho da camiseta do AC/DC e a cabeleira vermelha de Fae B. Pointer.

Vocês poderiam perguntar por que a pimentinha estava assim brava, mas não é difícil de entender, de verdade! Primeiro havia sido separada dos amigos, depois havia levado um “passar bem” do professor de História da Magia esquisito,(que ela tinha certeza que além de tudo era enxerido e havia lido sua mente), então passou o resto da viagem tentando ser “pega” por um dos aurores e ganhar uma detenção, afinal a marca de “detenta mais rápida da velha Hogwarts” pertencia a ela ate então, que justo no primeiro dia de aula conseguiu ganhar uma detenção por tentativa de exorcismo contra o professor Apollion.

Mas Elliot conseguiu ganhar uma detenção ainda na King Cross, ultrapassando o feito da irmã. Infelizmente ela teria que viver com isso, mas pelo menos a marca de continuava na família Pointer, para os netos de Fae e do irmão lembrarem que tem uma reputação de cães arruaceiros para honrar. Não havia conseguido lavar detenção, mas ainda assim adicionou alguns nomes a lista negra do Esquadrão e aquilo era uma promessa de diversão a custas alheias para ela e Mimis usufruírem todo o ano letivo que se iniciava. Seria uma delicia praticar o bullying até dizer chega.

Mesmo assim Fae estava #chatiada. Pretendia iniciar os trabalhos do Esquadrão Exorcista e propor uma aventura que nem ela e nenhum dos seus amigos já havia feito antes! Descobrira um segredo nos livros de seu pai (na verdade ela escutou a mamãe jenna comentando algo e praticamente grudou na pobre mulher até conseguir informações suficientes para fazer uma pesquisa detalhada no Biblioteca do Senhor Pointer. E agora Hogwarts que sofresse as consequências). Infelizmente tudo teve que ser adiado por conta da confusão que a escola tinha se tornado. Tudo culpa do show que iam fazer nas masmorras, aliás que contaria com performance da banda que havia tocado no vagão restaurante e que Fae não gostava por conta do tal vocalista metido que havia tido a audácia de abraça-la (a verdade também é que ela preferia algo mais hardrock).

Sendo assim passou o dia invocada, berrando para quem quisesse ouvir que não ia a porcaria de show nenhum e que o vocalista da banda tinha mal-hálito, mas quando chegou o horário, não conseguiu ficar sozinha no dormitório (onde estaria a senhorita Wolfsbane?) e desceu a Torra da grifinória para arranjar confusão ver “coé”. Andou um pouco a esmo, procurando os amigos e por fim Turdi reclamou que sua barriguinha estava vazia, então lá foi a menina e o sapinho em direção a cozinha atormentar os elfos arranjar um rango maneiro. Por coincidência viu uma magrela alta, cujos cabelos pareciam flutuar ao vento e que brilhava (não, não era o Edward Cullen para tristeza da menina que estava louca para testar nele as ideias de Lock, Shock e Barrel). Aquela era Katrina. Pronto, acabaram-se os planos da meio-veea de namoricar o francesinho recém-transferido quando a capetinha Pointer começou a segui-la de longe, cantarolando baixinho:

♫ La, la, la, la, la
La, la, la, la, la
Kidnap the Edward C., see what we will see!
Lock him in a cage and then throw away the key! ♪


Foi seguindo bem atrás de Katrina, sem ser percebida até que a menina entrou em uma sala. Fae então correu para pegar a amiga no “flagra”, sim porque tinha certeza que ia encontrar o loirinho corvina ali e bem, dona Pointer estava com a macaca e queria mesmo pentelhar alguém. Chegou a tempo de ouvir os gritos de Henri sobre doces que não deveriam ser comidos e ameaças à ex-Clotilde. Chegou a tempo de ouvir as lamurias de Katrina e ver o motivo de todo aquele furdunço. Foi demais para a nossa ruivinha. A menina Pointer se jogou no chão gargalhando sem parar.

- O Corvina está parecendo o marshmallow man. HAUAHAUAHAUAHAUAHAAU. E a Katty? Nossa Katty, se você tivesse listras roxas aos invés dessas listras brancas podia fazer cosplay do gato de Cheshire HUAHAUAHAUAAHAUAHAUAHAUAHAUA


O que aconteceu???:
Fae segue Katrina até encontrarem Chloe e rola de rir da situação vergonhosa na qual Katty e Henri se encontram.




-
Saving people hunting things...

The family business.




Esquadrão Exorcista.........


Eu SHIPPO: SHEPPARIAN
DEVOTA de São Derfel de Gales
avatar
Fae B. Pointer
Aluna

Série 3º Ano

Escócia
Age : 18
Mestiça

Cor : corfae

Ver perfil do usuário https://www.facebook.com/#!/sahfguerra

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Candy Style!

Mensagem por Henri Le Blanc em Qui Set 20, 2012 8:57 pm

Já era tarde demais para Katrina também, o doce já estava na boca dela fazia algum tempo. Agora só faltava esperar pelo seu efeito enquanto Henri ainda estava junto ao teto, agora com a varinha em mãos apontando para Chloe que ria sem parar ainda sentada. Logo a garota apontou para Katrina e Henri seguiu com os olhos se deparando com a meio-veela toda listrada. Henri não riu. Ficou sério, não achava graça pregar peças, principalmente em seus amigos. Chloe iria pagar por fazer aquilo com a loira e com ele, nem que a vingança demorasse a vir.

O corvinalense ouviu mais uma risada, tendo que fazer uma manobra trabalhosa para ver quem estava rindo. Era mais difícil ainda se movimentar estando preso ao teto. A pressão em suas costas parecia aumentar cada vez mais, causando às vezes alguns gemidos de dor que eram abafados pelas risadas das duas garotas. Sentia que, a qualquer momento, podia quebrar o teto e ir para o andar de cima.

Se tinha uma coisa que Henri não gostava era ser alvo de risadas. E naquele exato momento, em que praticamente nada podia fazer, duas pessoas estavam rindo dele e de Katrina. O que deixava aquela situação pior ainda, pois sentia-se na obrigação de não deixar a meio-veela se sentir ofendida ou humilhada. Pintada daquele jeito, isso ficava mais difícil.

Provavelmente Chloe estava tentando falar alguma coisa entre as risadas, mas estava difícil de ouvir tudo naquele local e a raiva de Henri apenas o deixava ouvir coisas selecionadas. E isso eram as risadas que ampliavam ainda mais sua raiva e desejo de fazer as duas garotas calarem a boca. Ele estava quase explodindo por dentro, não conseguiria aguentar muito mais tempo aguentando calado e ele, como não era lá muito paciente, não conseguiria apenas falar para elas calarem a boca e esperar o efeito passar. Alias, ele nem queria saber se algum dia ele pararia de flutuar daquele jeito, queria apenas cessar as risadas de uma vez.

Já que a varinha estava em mãos, não foi muito difícil, apesar do desconforto, movimentá-la em direção a Fae. A propósito tudo parecia ainda mais natural naquela situação, nem notou o que fazia direito. Só quando pronunciou o feitiço percebeu o que estava fazendo.

- furNÚNculos.

Se o feitiço acertasse, Fae ia ver que ser alvo de risos não era nada bom.

Resumo escreveu: Henri ainda está sob efeito do doce e se irrita com as risadas de Fae e Chloe, pronunciando um feitiço contra aquela.
Rolando dado pro feitiço Furnunculos contra Fae.
avatar
Henri Le Blanc
Aluno

Série 3º Ano

França
Age : 18
Sangue Puro

Cor : #4682B4

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Candy Style!

Mensagem por RPG Enervate em Qui Set 20, 2012 8:57 pm

O membro 'Henri Le Blanc' realizou a seguinte ação: Rolar Dados

'd20' :

Resultado : 12
avatar
RPG Enervate
Mestre do Jogo

Brasil

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Candy Style!

Mensagem por Fae B. Pointer em Sab Set 22, 2012 7:19 am


XIII
Não sabe brincar não desce pro play.

A ruivinha já chorava de rir, pequenas lágrimas brotavam dos cantos dos olhos conforme via mais a cena de Henri flutuando no teto e Katty, sempre tão linda, ofuscada por sua nova pele multicor. Era engraçado afinal e quem não daria risada? Bom, Fae é que não negaria gargalhadas aos dois, já que não negava gargalhadas quando alguém caia no chão e, mais importante, achava que amigo não era aquele que te ajudava somente, mas também aquele que tinha intimidade suficiente para rir de alguma situação constrangedora como aquela. E a menina Pointer se considerava amiga de Katrina e caso a meio-veela já conhecesse bem a ruivinha saberia que aquela era sua reação natural, um tanto insensível talvez, mas Fae era muito mais próxima de uma ogrinha que de uma fee. E a verdade é que ela riria ali de qualquer um que fosse. Era sua natureza pouco suave, que se há de fazer?

Ainda assim a pestinha não conceberia que Henri pudesse se zangar logo com ela, que não tinha nada a ver com aquilo, que apenas estava se divertindo com o que tinha de divertido na sala. Fae se gabava de saber “brincar” e caso estivesse no lugar de Henri teria voltado sua vingança a pessoa certa, afinal, de que valeria acertar outro e deixar o culpado sair impune alegremente, contando a todos que havia feito? Isso não era esperto e Fae era muito esperta (ou pelo menos ela tinha certeza absoluta de ser). Por isso a pequena sequer imaginou que o feitiço pudesse ser para ela, mas havia alguém com mais noção naquela sala e, detrás da nuca da menina, observando tudo, foi de Turdi, o sapinho, que veio o grito de alerta.

“ Fae, acorda, ele é doido e quer te acertar!” a garota ouviu a voz do familiar ecoando em desespero na sua mente. O riso parou e ela franziu o cenho. “Pô, guri que não sabe brincar não desce pro play” continuou Turdi.

Ao mesmo tempo Fantasma, que era uma varinha geniosa e um tanto mandona, já tinha se adiantado, energizando-se como se estivesse em uma guerra. A varinha adorava aquilo, essa era a verdade. Juntas elas eram a lamina invisível e juntas, a ruiva e a varinha, pensaram ao mesmo tempo em uma magia de proteção, um escudo ancestral e decorado com pequenos símbolos feéricos, uma joia que repeliria todo mal.

- ProTÊgo – Ela gritou, criando um arco com o braço estendido com a varinha e com o outro fazendo o movimento de quem segura um escudo. E, silenciosamente, fez uma prece para que Nimb a protegesse.

O que aconteceu???:
Fae censura Henri por não mirar em quem devia e se protege com um protego.

[OFF]Lançando dados pro feitiço de defesa e pra dano e mais um pra sei lá, qualquer coisa necessária xD

Hora de rezar para Nimb:
Oh Nimb, senhor do caos e dos dados aleatórios, ajuda-me a tirar mais de 11 e em retorno eu oferecerei o loiro le Blanc em sacrifício _o_

-
Saving people hunting things...

The family business.




Esquadrão Exorcista.........


Eu SHIPPO: SHEPPARIAN
DEVOTA de São Derfel de Gales
avatar
Fae B. Pointer
Aluna

Série 3º Ano

Escócia
Age : 18
Mestiça

Cor : corfae

Ver perfil do usuário https://www.facebook.com/#!/sahfguerra

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Candy Style!

Mensagem por RPG Enervate em Sab Set 22, 2012 7:19 am

O membro 'Fae B. Pointer' realizou a seguinte ação: Rolar Dados

'd20' :

Resultado : 13, 19, 9
avatar
RPG Enervate
Mestre do Jogo

Brasil

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Candy Style!

Mensagem por Henri Le Blanc em Dom Set 23, 2012 12:06 am

Seu feitiço falhou. Não, não havia falhado. Ele bem tinha visto o feixe de luz abandonar sua varinha e seguir em direção à ruiva. Acontece que, por algum motivo que Henri não contava, a garota soube que seria alvo de um feitiço e conseguiu se proteger bem a tempo com um Protego bem conjurado.

Logo que o feitiço foi absorvido pelo escudo veio a frustração. O loiro realmente não esperava a defesa da outra. De tanto rolar de rir parecia um alvo fácil. Tanto que Henri nem se preocupou com Chloe – com essa se preocuparia mais tarde, sabia que teria um bom tempo para planejar uma boa vingança – e partiu para Fae que mal o conhecia. Por isso ele a atacou. Chloe, apesar de ser figura nova para o monegasco, já havia adquirido um espaço na lista de amizades do garoto. Por outro lado, Fae ainda estava em fase de testes.

Com a frustração, o efeito do doce acabou. Aos poucos, antes que alguém pense que o loiro caiu de uma altura considerável e acabou na enfermaria logo em seu segundo dia no castelo. Mas ele merecia. Se sentia inútil por ter sido vencido por Fae, tão inútil que as pernas tremiam quando encostaram no chão e ele caiu, não conseguindo se sustentar. Sentou, olhando para baixo, alisando o chão de pedra com as mãos. Não queria encarar nem a ruiva, nem Katrina, nem Chloe. Sabia como a meio-veela estava desapontada com ele. Podia sentir isso, lhe deu vontade de esconder a cabeça no chão, porém com a mão constava que ele era duro demais para conseguir enfiar a cabeça ali.

Apoiando-se, conseguiu levantar. Não sabia o que fazer em seguida, sair do local sem olhar para trás ou pedir desculpas. Tentou fazer o que achava que Katrina esperava, alias estava ali em Hogwarts por ela, tinha que fazê-la acreditar que ele era a melhor pessoa que pudesse estar ao seu lado.

Olhou para Fae e deu um passo em frente. Parou. Não iria até ela. Guardou a varinha de qualquer jeito no bolso, deixando um bom pedaço para fora da jaqueta.

- Desculpa. – baixou a cabeça, não conseguia encará-la. Seu orgulho não permitia. – Não foi minha intenção te azarar. Sorte a minha que você foi mais rápida. – sorte nada, por dentro queria vê-la cheia de furúnculos, mas isso ninguém saberia. – Quer um doce? – riu, sem jeito.

Resumo escreveu: Henri viu o seguir da cena sem acreditar. O doce acabou seu efeito, levando o garoto lentamente até o chão, onde não conseguiu se sustentar e caiu. Pede, no final, desculpas desajeitadas para Fae, acreditando ser o que Katrina queria ouvir dele naquele momento.
avatar
Henri Le Blanc
Aluno

Série 3º Ano

França
Age : 18
Sangue Puro

Cor : #4682B4

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Candy Style!

Mensagem por Chloe Hertsgaard em Seg Set 24, 2012 7:17 pm

Henri foi parar no teto devido ao efeito do doce. A sonserina foi abrindo a boca e sorrindo cada vez mais, a vontade de rir descontroladamente saía cada vez mais para fora de sua garganta. Ainda mais quando o corvinalense dizia para Katrina não comer o doce e falava para que ela o ajudasse a descer se não ia ganhar um feitiço de estuporação. Aí sim ela não conseguiu segurar, já chorava de tanto que ria.

Katrina que também não escapou do doce mágico, ficou toda rosa e coberta por listras. Chloe só ria mais e mais. Não se importava com a preocupação que a lufana tinha para com o corvinalense, a ponto de deixarem pintar seu lindo gatinho de rosa. Era tão chato aquilo. Se a loira fosse mais legal estaria era rindo da cara do seu namoradinho, e não ameaçando as amigas.

Então, uma voz conhecida de Chloe, e do restante ali, enchia o ar com suas risadas devido àquela situação bizarra. Pelo menos alguém tinha bom senso naquela escola e se divertia à custa dos outros, assim como ela própria. Era Fae. Depois do acontecimento no Vagão Restaurante, a ruivinha havia subido de nível na escala de pessoas não tão chatas assim na visão de Hertsgaard. Afinal, se não fosse por um leve empecilho, a ruivinha teria feito a melhor das ações das melhores ações do mundo. Jogar cerveja amanteigada no cabelo de meninas metidas e frescas. No caso no de Rox.

- HUAHUEHUEHOEAIHEIOH. Ai ai, para, não consigo mais... HAEUSHEUEHOIEH. Vocês são tão chatos... HAEUOAEH. Ficam aí todos preocupadinhos e me ameaçando, tomara que demorem mais tempo ainda para voltarem ao normal. HUAEHAEU. – limpava as lágrimas do rosto devido ao seu acesso de risos.

Mas logo a situação ficou preta com bolinhas brancas. Henri lançou um feitiço na direção de Fae, sorte de Chloe que não era para ela. No entanto a grifinória fora mais rápida e logo se defendeu com um Protego. Não sabia que o loiro seria tão nervosinho e explosivo como aquilo, só faltava Katrina lançar um feitiço na cara de Chloe também. Essas pessoas sem senso de humor são tão entediantes e chatas. Parou de rir e voltou a sua expressão séria de sempre. Havia acabado a graça. Henri pedia desculpas pela tentativa de azaração em Fae e oferecia um docinho. Não o gato da sonserina, um docinho doce, comestível. Chloe jogou o pacote de doces para Fae apoiando o que Henri dizia.

- Bom, foi divertido, temos que concordar. – deu um sorrisinho. – E agora, o que vamos fazer? Acho que já que estamos todos aqui é porque nenhum de nós quis ir à festa, certo? Alguma ideia, sugestão? – inclinou levemente a cabeça olhando de um para o outro, esperando por uma resposta.

Le Resumo: Chloe ri escandalosamente da cena de Henri e Katrina, depois para de rir quando vê que as coisas ficaram mais sérias. Por fim, pergunta o que fariam agora, já que nenhum queria ir à festa.
avatar
Chloe Hertsgaard
Aluna

Série 3º Ano

Inglaterra
Sangue Puro

Cor : #B23AEE

Ver perfil do usuário http://www.facebook.com/francielithays

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Candy Style!

Mensagem por Fae B. Pointer em Seg Set 24, 2012 8:39 pm


XIV
Eu sou a lenda Pointer

Fae observou atenta seu escudo de energia absorver o feitiço de Henri e não sentiu nenhum efeito do ataque. Aliviada, mas ainda muito alerta, a pequena levantou de um pulo, a varinha ainda em punho e apontada para o garoto embora ela observasse com o canto de olho a sonserina e a lufana na sala. Não eram seus inimigos, mas Dona Pointer não abaixava guarda nunca. Encarapitado em seu posto avançado, Turdi também olhava atento para todos na sala, bem oculto entre os cabelos chamativos da menina. Fantasma, a varinha, se envolvia em pequenos raios vermelhos. Ela queria mais, era feita para batalha e na batalha se sentia plena, assim como a ruiva Fae no intimo desejava mais feitiços, desejava uma guerra inteira para combater como uma Boadiceia vermelha.

Ela escutou as desculpas de Henri e a careta de menina má se desfez do rosto da capetinha. Fae não tinha uma indole ruim e nem guardava rancor. Já havia esquecido, tanto que abaixou fantasma, muito embora a varinha não tenha se agradado disso e a ruivinha sentiu um choque na mão que segurava o item mágico. Segurou um gritinho de susto e no seu lugar soltou um palavrão. Essa era Fae Blake Pointer, meus senhores!

-VOLDEMORTPENDURADOPELACUECA!!! Desgraça de choque!!! - disse trocando a varinha da mão. Assoprou os dedos enquanto olhava o monegasco continuar suas desculpas e estreitou os olhos quando ele ofereceu um "docinho" para ela. Isso é forma de pedir desculpas?

"Não come esse negócio que está zicado, Fae o.o" - o sapinho aconselhava diretamente na mente da garota através daquela forma pouco usual na qual eles conversavam. A ruiva balançava a cabeça em resposta "Obvio que não vou comer esse doce que o Azazel amassou ¬¬ está achando que eu sou doida, Turdi?" a resposta chegou rápida e malcriada. Como estava seguindo Katrina desde próximo a Lufa-lufa , chegou a tempo de ouvir os choramingos da meio-veela e do namoradinho sobre os doces e era facil ligar o doce aos efeitos que acabara de ver em Henri e Katty. Chloe sozinha não deixaria o casalzinho daquele jeito! Aquilo cheirava crocodilagem e caso a caçula dos Pointers assistisse teve brasileira se sentiria em um programa dos Trapalhões, no qual alguém é passado pra trás e tenta passar a perna no outro também.

Teria certeza dessa teoria então quando Chloe jogou o pacotinho de "doces do Azazel" e fez coro a Henri, tal qual fosse Didi Mocó Sonrisal Colesterol Novalgino Mufumbo prestes a ludibriar mais um. A grifinória pegou o pacote no ar e estreitou seus olhinhos cor de oliva (no seu esconderijo Turdi revirava os olhos e pensava que "os meninos não deviam dar corda pra Fae, afinal ela não sabia brincar!" Ignorando o sapo a ruiva então fez sua famosa carinha de anjo, muito inocente com seus cabelinhos ruivos revoltos. E se aproximou do grupo.

- Nah! Quem vai querer ver o show daquele cara lá? Ele tem mal-hálito u.u Vai empestear as masmorras u.u - Ela cuspiu no chão pra mostrar seu desdenho pelo mala-sem-alça que não deixou sua bomba de cerveja amanteigada atingir o alvo. Mas ele ainda pagaria a irá da caçula Pointer! - Eu tenho um jogo legal! Chama-se verdade ou desafio! Alguém faz uma pergunta e a pessoa pode responder ou aceitar um desafio, uma prenda. Primeiro uma pessoa faz a pergunta, dai a que responder (ou aceitar o desafio) precisa fazer a próxima pergunta para outra pessoa diferente da que fez primeiro, até retornar pra quem começou. - Mais alguém está vendo o sorriso diabólico passeando naquele rosto de menina travessa? - Então eu começo, vou fazer a pergunta e se a pessoa não quiser responder... Vai só precisar comer cinco desses docinhos de vez! Olha, nem é algo muito ruim, não é verdade? É até gostoso - Continuou com a cara mais lavada do mundo. Jogou a varinha para a mão direita e e enfiou a esquerda no saco de doces, trazendo cinco docinhos coloridos na palma da mão que estendeu para o monegasco. - Henri Le Blanc, eu desafio você! A pergunta é: você está querendo dar uns pegas, uns amassos, uns beijinhos na minha amiga Katrina? Então? Vai responder ou vai comer os docinhos? Twisted Evil



O que aconteceu???:
Fae desafia henri a comer 5 docinhos de vez ou responder o que quer fazer com Katrina.

[OFF]Óh Senhor Nimb, mestre dos dados, aqui vos venho oferecer o Henri Le Blanc em sacrificio _o_

-
Saving people hunting things...

The family business.




Esquadrão Exorcista.........


Eu SHIPPO: SHEPPARIAN
DEVOTA de São Derfel de Gales
avatar
Fae B. Pointer
Aluna

Série 3º Ano

Escócia
Age : 18
Mestiça

Cor : corfae

Ver perfil do usuário https://www.facebook.com/#!/sahfguerra

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Candy Style!

Mensagem por Henri Le Blanc em Seg Set 24, 2012 9:16 pm

Fae tinha o demônio dentro dela. Os cabelos vermelhos sinalizavam isso facilmente. Algo dizia a Henri que a garota era esperta demais para aceitar os doces, alias não era muito difícil unir aquilo que havia acontecido na sala aos doces. Não é todo dia que alguém sai voando para o teto ou fica com a pele pintada.

A prova de que Fae era o diabo personificado veio logo a seguir, quando a garota não só recusou os doces de forma inteligente, como ainda propôs uma saída para acabar com o tédio daquele tarde. Verdade ou consequência. “Isso não pode ser bom...”. Ainda mais quando o desafio era comer cinco doces daqueles. Um na boca já causava aflição, imagina o estrago de cinco daqueles. Até pensou em sair da sala logo em seguida, talvez a festa nas masmorras não estivesse tão ruim...

Foi surpreendido, entretanto, sendo alvo da pergunta de Fae. E não era uma pergunta muito legal. “E agora? Queria que Napoleão fosse maior para vir me buscar e me levar para bem longe...” Não era possível. Teria que ficar ali e sofrer a consequência dos doces, estava estendendo já as mãos para pegar os doces...

Não! Cedo ou tarde ele iria dizer para Katrina de um jeito ou do outro. Não planejava que fosse na frente de Chloe e Fae, não imaginava que ia ser no meio do nada, mas já que estava ali e não queria morrer pelo efeito de cinco doces simultâneos, decidiu correr o risco de virar piada para a Escola toda. Porque sim, acreditava que dentro de cinco minutos as duas garotas iam sair gazeleando pela escola espalhando pelos ventos o amor da meio-veela e do loiro.

Oh Merlin, já conseguia ouvir as pessoas cantando “Henri e Katrina sentados na sombra de uma árvore, se beijando.” enquanto passava pelo corredor. Até ele explodir e mandar todos pra put@ que pariu, só que com a classe que sua educação lhe deu.

- Katty, a verdade é que era isso que eu queria te dizer no trem, mas a ronqueira da Chloe me impediu. – as mãos suavam. – Não vim para Hogwarts para conhecer gente nova, muito menos porque o ensino daqui era bom. Vim por causa de você. Sei que arrisquei muita coisa só para estar aqui nesse momento e dizer que te amo... – não tinha mais o que falar. Era aceitar a reação de Katrina e a zoação das outras duas.

Resumo escreveu:Henri fica para o jogo e acaba se fudendo sendo pego desprevenido sendo alvo da pergunta de Fae. No fim, revela seu amor por Katrina.
avatar
Henri Le Blanc
Aluno

Série 3º Ano

França
Age : 18
Sangue Puro

Cor : #4682B4

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Candy Style!

Mensagem por Katrina Collin em Ter Set 25, 2012 3:14 pm

Que bela é a juventude! Colorida, emotiva, com sentimentos aflorados, tudo é novo e o mundo está ali, prestes a ser descoberto, basta puxar um fino véu e milhares de aventuras são reveladas. Não era esse o espírito da Katrina naquele dia, na verdade, só queria dar um passeio pelo castelo, mostrar para Henri como Hogwarts também poderia ser divertido e alegre apesar do clima escuro e frio.

Nunca imaginou o rumo que as coisas tomaram. Feitiços, ameaças, praticamente um campo de batalha com o seu príncipe encantado quase colado ao teto. Por todas as Ondines! Katty era uma menina pacata, sem grandes ambições na vida, jamais havia atacado um colega de escola deliberadamente apenas por uma crise entre amigos. Já estava suando frio, esfregando as mãos e com uma vontade louca de roubar aquelas balas e enfiá-las goela abaixo do gato Docinho, apenas para que Chloetilde sentisse o mesmo que ela, isto é, se a sonserina possuísse um coração dentro do peito. Aquela altura, Collin acreditava que dentro da cavidade, havia alguma coisa peluda e escura.

A lufana deixou escapar um gritinho abafado entre os dedos quando Henri tentou acertar Fae, que bem merecia um puxão de orelhas por ser tão insolente. Quando houvesse tempo, Katty faria um belo sermão para a grifinória, um que fizesse ela se arrepender dos seus atos e quanto a Chloe, esta também ouviria umas boas verdades. Percebeu que suas listras estavam desaparecendo e voltando ao seu tom habitual. Pele de meio veela brilhante, igualmente chamativo, porém no universo do mundo da escola de Hoggy era até normal.

Crente do término daquela contenda, já estava se refazendo, processo que parou pela metade devido a grande ideia de Fae. Jogo da verdade. Katrina dentro da sua inocência infantil, acreditava que era a menina com mais segredos e mais vontades dentro da sua bolsa amarela de desejos invisíveis. Vítima do desespero e principalmente do mal feminino que enxerga nos doces a solução paliativa de tantos destemperos atacou o pacote de balas, enchendo a mão.

Não era sacrifício, que isso fique bem claro, era vontade de ter um choque anafilático mesmo de forma inconsciente, vontade que foi crescendo enquanto a grifinória ruiva pronunciava as palavras “amassos”, na sua cabeça foi em câmera lenta, com voz de filme de terror, com direito a close saindo das amalgamas mal fechadas das cáries de Pointer. Katrina não sabia se a menina Pointer possuía obturações, mas na sua imaginação ela pintava a situação da pior forma possível. Arregalou os olhos, tendo uma síncope a cada palavra, agora era a vez de Henri.

Com certeza ele desmentiria tudo. Sim, desmentiria. Ele era seu amigo. AMIGO. AMIGO, apesar de Katrina sentir o seu coração feito um passarinho apenas ao mencionar o nome de Le Blanc. O monegasco abriu a boca. Era alucinação, ele responderia ao desafio. Katrina não possuía estrutura emocional, engoliu todos os doces de uma só vez sem ouvir uma palavra do recém chegado Corvinal. Tudo girou a sua volta, cores, formas e vozes, alguém tentou segurá-la, mas já era tarde demais. A menina possuía a pele verde, cabelos cor de rosa e desenhos de flores roxas em todo o pescoço.Desmaiou.

-

Katrina S2 Henri
ficha

Devota de São Derfel de Gales
avatar
Katrina Collin
Aluna

Série 3º Ano

Inglaterra
Mestiça

Cor : indigo

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Candy Style!

Mensagem por Henri Le Blanc em Sex Set 28, 2012 9:43 pm

Tudo aconteceu rápido, mas Henri conseguiu ver como se fosse em câmera lenta. Isso porque ele estava prestando atenção em Katrina, já que queria ver sua reação quando se declarasse. Estava preparado para receber um abraço, um beijo ou qualquer outra coisa que demonstrasse reciprocidade, mas tudo que recebeu foi preocupação. Como se estar em um país novo e Escola nova não fosse o bastante.

Enquanto Henri ainda falava, tentando encontrar palavras bonitas para provocar delírios de emoção em Katrina, a meio-veela não mediu esforços para encher a mão de doces e engoli-los rapidamente. Como se fosse a coisa mais natural possível.

Consequência disso foi uma mudança radical em sua aparência. Os cabelos se tingiram de rosa, enquanto que a pele tomou uma coloração verde. Flores roxas, como tatuagens, no pescoço lhe garantiram uma imagem que lembrava alguma criatura mística que vivia nas florestas de algum lugar do mundo.

A cereja no topo do bolo foi o desmaio provocado pela overdose de doces e suas reações químicas na garota, agora caída no chão aos cuidados das outras duas garotas, pois Henri estava estático, pensando no que fizera. Não tinha nada para fazer naquele instante e como já estava começando a suar de nervoso, soltou uma gargalhada.

Aos desavisados pareceria que Henri estava rindo de Katrina caída no chão, toda pintada. Gargalhava, porém, de nervoso, de raiva, criando uma forma de escapar da situação.

- Não acredito que ela acreditou. – disse entre o riso. – Era só uma brincadeira.

Com medo de que desconfiassem de alguma coisa, fosse pelas risadas forçadas, fosse pelo suador ou até mesmo pela vermelhidão que o rosto do garoto tomaria em questão de segundos, Henri tratou de virar as costas para as garotas e sair em passos largos do local. Sem olhar para trás e engolindo os soluços, sentiu as primeiras lágrimas deixarem seus olhos.

Resumo escreveu: Estático, Henri vê o desenrolar da cena. Inventando que sua declaração era falsa, o garota abandona o local sem mesmo prestar socorro à garota caída.
avatar
Henri Le Blanc
Aluno

Série 3º Ano

França
Age : 18
Sangue Puro

Cor : #4682B4

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Candy Style!

Mensagem por Chloe Hertsgaard em Seg Out 01, 2012 3:49 pm

Não deveriam ter deixado para Fae escolher o que fariam a seguir. Coisa boa não poderia ser. Na verdade, Chloe nem sabia por que tinha sugerido fazer algo com eles. Seu normal seria catar seus doces e ir para outro lugar saboreá-los e sofrer suas conseqüências mágicas. Mas não, tinha que resolver continuar ali para depois ser acusada de tentativa de envenenamento. Porque claro, caso alguém perguntasse iriam jogar a culpa em sua pessoa, que não fez nada de mais. Na verdade deveriam culpar a verdadeira dona daquelas guloseimas, que no caso não era ela. Mas daí também seria acusada de furto. Resumindo, não estava facil sua situação.

Fae sugeria fazer um jogo chamado verdade ou desafio. Se fosse qualquer outro por aí saberia o que era aquilo, mas Chloe não. Não tinha amigos quando era mais nova para brincar de coisas do tipo. Inventava seus próprios jogos, regras e desafios. Brincava com suas bonecas e bichos de pelúcia. E também de encher o saco de Gurtie a espionando ou só discutindo. Então, a ruivinha explicava como era o jogo e logo mandava o desafio para Henri. A sonserina suspirou aliviada, ainda não tinha tido tempo de inventar nenhuma história empolgante, caso alguém perguntasse, sobre sua vida.

Henri havia sido desafiado para ou responder se estava afim de Katrina ou comer vários doces malucos e diabólicos. A sonserina ergueu uma sobrancelha curiosa e olhou na direção do corvinal. Seria ele capaz de mentir sobre seus sentimentos? Seria ele corajoso o suficiente para admitir que gostava de Katrina? Ou seria tudo aquilo coisa da cabecinha vermelha de Koleston da Fae? Não percam o final dessa história, no próximo parágrafo.

Anteriormente... Uma pergunta que poderia mudar tudo. Agora a resposta que pode mudar mais coisas ainda. Não na vida de Chloe, deixemos bem claro isso. Então o loiro abriu a boca e palavras começaram a sair de sua boca. Era verdade, havia ido para Hogwarts para encontrar Katrina, seu grande amor da infância. E no final completava com um eu te amo. Oun. E a galera vai ao delírio. Não nossa protagonista, que se sentiu ofendida com o ‘ronqueira de Chloe’, onde já se viu? Com certeza ele a estava confundindo com Docinho. Porque ela não era dessas que roncava assim... Não na frente de qualquer um.

Então era a vez de Katrina responder. Todos os olhares nela. Era sua última chance. O ar estava parado, até a música pareceu cessar, tinham parado naquele momento só esperando a reação da meio veela. Que não demorou nem um segundo. A garota já tinha pegado várias balas mágicas e enfiou de vez na boca. Só podia estar louca. Ela desmaiava e adquiria um tom verde, cabelo rosa e flores roxas desenhadas no pescoço. Chloe ajoelhou de seu lado e a levantava para que ficasse sentada, mas a garota ainda estava inconsciente. Henri murmurava algo sobre ter brincado com aquilo e saía correndo. Que belo amigo Katrina tinha... Na hora do sufoco era o primeiro a se mandar.

A sonserina então tentou levantar Katrina com a ajuda de Fae, a fim de que pudesse se posicionar atrás dela e apertar seu estômago, aquele movimento que as pessoas fazem no filme quando querem desengasgar alguém. A sua ideia era fazer Katty cuspir os doces, para que o efeito não demorasse tanto. Com muito custo conseguiram isso. Voltaram a garota para o chão e Chloe deu uns tapinhas em seu rosto, para que ela recobrasse a consciência. Pouco depois Collin parecia retomar a vida e o efeito dos doces cessava. Perguntaram se ela estava bem, e ela perguntava o que tinha acontecido. Só disseram que ela desmaiou porque comeu muito doce. Poderiam ter dito a parte que Henri declarou seu amor pela garota, mas já que ele saiu dizendo que era brincadeira, não poderiam dizer aquilo com certeza. Assim, com a ajuda da grifinória e da sonserina, a lufana foi levada até próximo da Lufa Lufa. Então, cada um seguiu para seu caminho.

Le Resumo: Chloe e Fae ajudam Katrina que esta desmaiada. Quando ela recobra a consciência a levam para a Lufa Lufa, próximo de lá, no caso. Depois, cada uma segue seu caminho.

OFF: Finalizando as ações aqui. XD
avatar
Chloe Hertsgaard
Aluna

Série 3º Ano

Inglaterra
Sangue Puro

Cor : #B23AEE

Ver perfil do usuário http://www.facebook.com/francielithays

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Candy Style!

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum