Torre de Astronomia

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Torre de Astronomia

Mensagem por Construtores em Qua Ago 22, 2012 12:36 am




    Após a reconstrução do Castelo, a Torre de Astronomia talvez tenha se tornado até mais simples do que antes. Reconstruída em pedras lisas, como nos modelos de torres antigas feitas para impedir a escalada de um inimigo, nada mais do que uma simples porta feita de madeira de lei, com o entalhe de um astrolábio à sua frente e, assim que se passa por ela, após ouvir o rangir de maneira nova sob seus pés, pode-se ver um segundo entalhe do outro lado da porta, o de um compasso aberto com um esquadro estilizado e arredondando logo abaixo.

    Depois disso, o que se segue é uma subida por uma escada em caracol até mesmo larga, rente à parede, interrompida em determinadas partes por alguns nichos, cada qual guardando uma arandela que servia de fonte de iluminação, uma vez que não haviam janelas ao longo da subida para o alto da Torre. Alguns espaços, entretanto, eram deixados no escuro, especialmente o meio da construção, onde nem as escadas nem a luz das arandelas era capaz de iluminar e que faziam muitos se perguntarem porque ninguém tinha pendurado sequer archotes nas armações de madeira que desciam pela torre para tornar o lugar mais visível.

    Havia porém o som do vento, quase um assovio, acompanhando o aluno pela subia ao topo da torre, até que ele encontrasse uma escada pequena, por fim, que conduzia ao lugar onde aconteciam as aulas de Astronomia. E logo depois de piscar feito uma coruja miúda ao sol em virtude das luzes das grandes janelas e dos lustres espalhados pelo lugar e de se impressionar com as altas abóbodas e os grossos arcos de madeira, o aluno podia notar que não haviam cadeiras na torre, nem sequer para o professor. Havia sim um canto, mais alto do que o piso da sala, como uma espécie de palanque, onde havia o que só podia ser um mapa astral, com algumas marcas estranhas, e que parecia muito antigo sobre uma placa de plexiglas sustentada por finas correntes que se prendiam ao teto – e dois quadros quadro ao fundo, o primeiro de um homem vestido em uniforme militar que lembrava o da marinha trouxa, sob o qual se lia “Capitão Anderson” e o segundo era nada menos do que Leonardo Da Vinci, embora fossem quadros dos mais simples, sem nenhuma mostra de movimentação.

    Um grande armário se encontrava encostado em outra parte da sala, onde haviam lunetas, astrolábios e demais outras aparelhagens e que vivia trancado, sua chave pendurada ao pescoço do professor porque ele tinha um zelo muito grande pelos seus materiais.

    Por fim, todos sabiam que era ali na Torre que aconteciam as reuniões do Clube de Astronomia mas, no meio das aulas, ninguém sabia ao certo onde era este lugar, ninguém podia ver nada além das paredes e janelas e altas abóbodas e aqueles que participavam não revelavam seu segredo.






: +:






avatar
Construtores
RPG Enervate


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum